Como evitar brechas para assaltos, furtos e arrastões.

Facebook
Twitter
LinkedIn

Hoje, vamos dar algumas dicas de como evitar brechas para assaltos, furtos e arrastões, pois a afirmação de que morar em condomínio é mais seguro, infelizmente, já não é tão certa assim.

Segundo levantamento do Sistema de Informações Criminais (Infocrim), de janeiro a junho de 2022, o número de furtos e roubos a condomínios chegou a 2.494; um número alarmante! Outros indicadores como a Secretaria de Segurança Pública e Sindicato dos Condomínios, também, confirmam um aumento destes crimes.

Os edifícios residenciais, principalmente, localizados em bairros nobres são alvos constantes de criminosos.

Equipes de segurança nas entradas de garagem e portões principais são vistos com regularidade nos prédios residenciais, e vigilantes à paisana fazem ronda nos comerciais.

Compradores de imóveis analisam a questão da proteção com maior profundidade. Circuitos de câmeras e alarmes não estão sendo suficientes. Os ladrões estão inovando e temos que ficar atentos a novos golpes.

Quais as brechas para assaltos, furtos e arrastões que existem? De que forma podemos impedir as ações destes saqueadores? Afinal, as câmeras deixaram de intimidá-los.

Os porteiros sabem quais são suas funções?

Além de uma criteriosa escolha para a portaria, a empresa contratada, deve apresentar um treinamento adequado para sua função

O síndico pode contribuir, da mesma forma, orientando de forma específica as situações que acontecem dentro daquela realidade.

Devemos ter normas de segurança?

Sem normas de segurança, o condomínio fica com uma deficiência visual. Se os colaboradores e moradores não entenderem e agirem quanto aos seus deveres de prudência, pouco vai adiantar ter equipamentos e alta tecnologia.

Cuidado com os aplicativos de locação. A administração deve tomar os cuidados necessários antes da liberação ao interior do prédio.

Um outro exemplo é manter as portas fechadas das unidades. O pouco movimento no andar não significa que não há “interessados”.

Crie uma cartilha, assim os riscos serão minimizados e todos se sentirão mais seguros.

Falando em tecnologia…

O síndico deve fazer um bom investimento nesta área. Dispositivos modernos desencorajam os maus-caracteres.

Nas portas, se possível, tenha um sistema de acesso por senhas, tokens, impressão digital ou biometria.

Procure se informar sobre o conceito do Condomínio Inteligente.

Evite assaltos e furtos

Geralmente vão atuar em duplas ou sozinhos. Os prédios mais vulneráveis, são os mais procurados para a finalidade de assaltos e furtos.

A tática inicial é se passar por um morador ou familiar.

Não facilite:

  • treine seus funcionários;
  • crie dificuldades técnicas e humanas;
  • mantenha seu prédio bem iluminado;

Previne-se dos arrastões

Os arrastões se tornaram uma ação criminosa no qual agem em bando. Eles irão observar primeiro a rotina e o espaço do condomínio.

Eles usam de diversas abordagens para obter informações ou acessos restritos seja por morador ou funcionário do prédio.

Fique atento a pessoas que passam com lentidão pelo prédio, observando cuidadosamente o espaço.

Exija o documento de identificação de prestadores de serviço e corretores. Anote todos os dados.

Golpes mais atuais

A “lábia” e a persuasão são os fatores mais usados para adentrar ao condomínio. Veja outras situações:

  • se passar por falso convidado;
  • jovens vestindo roupas “de marca”;
  • alguém pedindo ajuda porque foi assaltado;
  • falso oficial de justiça, policial ou advogado;
  • entradas de carros semelhantes aos dos moradores;
  • pedir para o porteiro ajudá-lo com um entrega pesada;
  • mulheres atraentes que dizem ser amiga da família;
  • o ladrão” pega carona” com o morador falando ao celular;
  • falsa gestante que tem um mal súbito bem em frente à portaria;
  • carro do bandido entrando junto com o carro do morador na garagem;

Percebeu quantos elementos devem ser considerados na hora da proteção?

Faça uma revisão de todos os sistemas, equipamentos e protocolos regularmente. Esse é um checklist importantíssimo.

Vistorie as câmeras de segurança. Coloque-as em lugares estratégicos para que alcance todo o território do prédio e que possa identificar as pessoas.

Normalmente eles estarão bem armados e vão querer render funcionários e moradores.

Você sabe de algum outro golpe? Compartilhe com a gente!

Exclusivo para Clientes

Já possui cadastro?