Entupimento, como fazer para melhorar a consciência dos moradores.

Facebook
Twitter
LinkedIn

Na semana passada, o zelador teve duas ocorrências com as mesmas causas.

A caixa de esgoto entupiu causando um odor desagradável, e também, em uma unidade, houve um entupimento no vaso sanitário.

Ocorrências como essas, são muito comuns no dia a dia dos condomínios.

Na maior parte, a causa é o descarte incorreto de lixo.

O que precisa ser feito para melhorar a consciência dos moradores?

Esse tipo de situação, infelizmente, é crônico na grande maioria dos edifícios.

Há moradores que desconhecem o prejuízo do descarte incorreto dos lixos e o impacto na coletividade.

Mas, de quem é a responsabilidade: do condomínio ou dos próprios moradores?

Neste artigo vamos falar das principais causas de entupimento, prevenção e como despertar a consciência de todos .

Saiba mais sobre as tubulações

Primeiramente, é preciso entender que existem dois tipos de encanamentos: o vertical e o horizontal.

O vertical é o responsável de levar água para o prédio inteiro e fazer descer todo o esgoto. Se o problema estiver aí, a responsabilidade é do condomínio.

O horizontal é o encanamento que pertence à unidade. Qualquer problema detectado nesses tubos, a responsabilidade é das pessoas que lá habitam.

Outro ponto de vista importante, é o entendimento de diversas tubulações na garagem, em cores diferentes, cada um deles têm uma função:

  • Amarelo: gás
  • Vermelho: hidrante
  • Azul: água quente
  • Cinza: fios elétricos
  • Marrom: esgoto
  • Verde: água limpa.

O condomínio e as causas do entupimento

A falta da vistoria preventiva é a principal falha.

Um contrato de manutenção preventiva ajuda muito para que não haja surpresas. Essa revisão vai executar a limpeza dos ralos do condomínio, a observação das caixas de esgoto e uma análise de algo que possa vir a acontecer.

Financeiramente, também é vantajoso, pois se ocorrer algum imprevisto, a empresa está ciente das rotinas de manutenção e esse custo, provavelmente, estará incluso no contrato.

Nos edifícios antigos há somente uma saída que é a caixa de esgoto. Nos condomínios mais modernos há, também, a caixa de gordura. O cuidado deve ser igual.

Entupimento no apartamento

A conscientização é a prevenção de que todos devem utilizar.

Os descartes incorretos de lixo dentro das pias, dos banheiros e da cozinha, além da descarga vão causar um entupimento. O que é pior, se não ficar no cano horizontal, irá para o vertical e isso causará um grande transtorno.

Enfatize bastante as implicações negativas deste descaso.

Os itens mais comuns encontrados nas tubulações, que não deveriam estar lá, são:

  • Fraldas;
  • Absorventes;
  • Preservativos;
  • Palhas de aço;
  • Tufos de cabelos;
  • Pequenos objetos (tampinhas, lacres, plásticos, fio dental).

Os métodos simples tal qual arame, bicarbonato de sódio e o desentupidor caseiro podem até dar certo, porém, podem não funcionar, e nesse caso, melhor não improvisar para não piorar a situação. Chame uma empresa especializada.

Outro grande vilão é o óleo de cozinha. O óleo vai se aderindo a outros materiais e vai formando crostas até ocasionar a obstrução total dos dejetos.

É um descarte de alto risco para o entupimento. Ele agride o meio ambiente, pois será despejado em terra fértil que pode contaminar os alimentos, ou nas estações de água, dificultando o tratamento.

Temos várias iniciativas de empresas que retiram o óleo de cozinha em seu condomínio. Podemos citar o Instituto Triângulo, a Ecóleo, a Óleo Sustentável, a ONG Trevo, dentre outros.

Dispomos de uma matéria muito boa a respeito da reciclagem no condomínio que vai complementar estas ações de prevenção.

Como podemos prevenir esse problema?

Melhorar a consciência dos moradores é o mais aconselhável.

Realizar campanhas periódicas mostrando o descarte correto e o que evitar, fará com que todos acabem lembrando das causas e consequências.

Dê uma atenção extra na época de inverno, pois a gordura fica mais pastosa devido às baixas temperaturas.

Uma outra ideia é tirar fotos dos descartes irregulares, assim todos vão saber o que está acontecendo. A visualização pode chocar e despertar a prevenção.

Outro ponto é verificar se há algum dano estrutural na edificação.

Percebeu o quanto é vital o descarte correto do lixo em seu apartamento?

A manutenção preventiva é o caminho correto, afinal na hora de uma intervenção de emergência, já se sabe como agir e a correção será mais rápida e com menos transtornos.

Esse tipo de manutenção deve constar no orçamento anual do síndico.

Da mesma forma, a conscientização dos condôminos fará com que a possibilidade de problemas deste tipo diminua significativamente.

E aí, gostou do texto? Existem outras maneiras de prevenção? Já passou por isso? Como você lidou? Compartilhe sua experiência com a gente!

Exclusivo para Clientes

Já possui cadastro?