Acesso Cliente Verti

:(

Versões antigas e desatualizadas de navegadores têm problemas de segurança e não acompanham os novos padrões da web. Ao acessar com seu navegador desatualizado, alguns recursos do site não terão funcionalidade.

Por favor, atualize seu navegador.

Contratar administradora de condomínio é um processo que exige muita cautela. Se o síndico não tomar os devidos cuidados e escolher uma empresa sem preparo, pode gerar grandes prejuízos a sua administração. Para não correr esse risco, preparamos 10 dicas para escolher a administradora certa.

A rotina administrativa de um condomínio costuma ser muito complexa e desgastante. Além disso, há uma gama de responsabilidades que precisam ser atendidas.

Por exemplo, atualização de documentos, pagamentos de funcionários e controle das finanças; tudo precisa ser gerenciado. Isso sem contar as rotinas de manutenção do prédio.

Por esse motivo, muitos síndicos, conselhos e moradores preferem delegar essas tarefas para empresas especializadas em gestão condominial. Então, surge a necessidade de contratar a administradora de condomínio.

De fato, há muitas opções no mercado. No entanto, grande parte não dispõe de preparo suficiente para oferecer uma gestão de qualidade. Dessa forma, acabam gerando prejuízos.

Assim, para que você não corra riscos ao contratar uma administradora de condomínios, fizemos esta lista.

São 10 dicas que você precisa se atentar para fazer a melhor escolha para o seu condomínio. Vamos conferir!

#1 – Verifique tempo de atuação e experiência no mercado

Empresas que oferecem um serviço de qualidade conseguem manter-se no mercado por mais tempo. Dessa forma, o período de atuação é um bom indicador de excelência.

#2 – Solicite ficha cadastral, sócios e antecedentes criminais

É muito importante conferir os antecedentes de qualquer prestadora de serviço, bem como seus sócios. Isso manterá seu condomínio longe de problemas judiciais.

#3 – Solicitar referências comerciais

Converse com quem já teve ou tem contratos com a empresa. O que os antigos clientes da administradora de condomínios que você quer contratar falam sobre essa empresa? E os fornecedores?

É possível, ainda, entrar em contato com colegas síndicos e conselhos de outro prédio.

#4 – Analise a formação profissional

Qual é o nível de formação do quadro de profissionais que estão oferecendo o serviço de administração de condomínios? Quais cursos ou capacitações eles participaram? Estão em constante aprendizado?

Com efeito, esse é um aspecto que pode indicar o comprometimento de uma empresa com os seus clientes.

#5 – Verifique se ela possui a certificação PROAD

O PROAD (Programa de Autorregulamentação da Administração de Condomínios) é uma certificadora de empresas que administram condomínios.

A organização é responsável por indicar quais empresas estão qualificadas para oferecer o serviço. Assim, aquelas que apresentarem bons resultados, após uma rigorosa auditoria, recebem um selo identificador.

Além disso, para que uma empresa mantenha o selo, é necessário passar por inspeções periódicas.

As certificações são auditadas por uma organização internacional de certificação, a Bureau Veritas.

Desse modo, esse selo é um ponto importante que você deve observar ao contratar uma administradora de condomínios.

#6 – Conheça a tecnologia e sistemas utilizados

Hoje, existe grande número de ferramentas que facilitam a gestão do condomínio. Permitem que o síndico controle tudo e dê maior transparência ao seu mandato. Além de oferecem aos moradores a possibilidade de acompanhar tudo que acontece na administração do síndico e conforto na contratação de prestadores de serviço.

Dessa forma, verifique se a administradora possui um portal ou APP e quais tecnologias ela usa. Sem dúvida, será um fator importante para uma gestão muito mais eficiente.

#7 – Elaborar contrato de administração claro e minucioso

Ao estabelecer um contrato com qualquer empresa, é importante que ele detalhe os serviços contratados e as responsabilidades.

Se há custos extras ou despesas não contempladas. Tudo deve estar definido ou previsto em contrato.

#8 – Verifique o suporte oferecido na área jurídica

A maior parte das funções de gestão para condomínios requer o apoio jurídico. Esse respaldo é fundamental em questões contratuais com cliente, prestadores de serviço e funcionários.

Por isso, é muito importante contratar uma administradora de condomínios que ofereça suporte técnico jurídico de qualidade. Assim, ao buscar referências sobre a empresa, dê atenção especial a esse ponto.

#9 – Avalie a melhor forma para administrar recursos financeiros

Contratar uma administradora de condomínio não isenta a responsabilidade de síndicos, conselhos e moradores. Mesmo após escolher a administradora, é necessário discutir e participar de questões importantes.

Entre essas está, sem dúvida, a administração dos recursos financeiros. É preciso uma participação ativa para decidir a melhor forma de aplicá-los. Essa é, pois, uma decisão que só quem conhece o condomínio pode tomar.

#10 – Visite a sede da empresa

Independentemente da forma pela qual foi feito o contato (telefone, mensagem ou conversa com representante), visite a sede da empresa. Marque uma reunião e converse com os profissionais que prestarão o serviço.

Essa será uma boa oportunidade para observar o nível de organização da empresa e a postura dos funcionários que lá trabalham.

Conclusão

Após essas 10 dicas, a escolha de uma administradora de condomínios confiável será mais fácil. No entanto, se você não quer perder tempo pesquisando e procurando uma administradora, conte com a Verti.

Somos uma administradora com mais de 25 anos no mercado e certificada pelas principais entidades do setor. Estamos a sua disposição para realizar uma administração eficiente e de qualidade. Entre em contato agora com um de nossos especialistas.

verti administração de bens e imóveis